Comece antes de estar pronto!

Esperar estar pronto para começar qualquer coisa é um enorme desperdício de vida. Quando fazemos isso estamos desperdiçando a nossa potência. E é impressionante a frequência com que nos acovardamos, adiamos ou deixamos de fazer alguma coisa que queremos muito, porque sentimos que não estamos prontos.

E a verdade é que, se nos deixarmos levar por esta sensação, de que precisamos nos preparar mais, jamais faremos nada! Porque a gente nunca vai estar pronto. A vida é uma grande jornada, um processo infinito.

Desista de estar pronto e esteja apenas preparado para aprender

Então, ao invés de esperar se sentir pronto, o melhor a fazer é decidir que você já está preparado. Preparado para aprender o que precisar para dar conta do que quer fazer. Diga pra você mesmo: “Eu estou preparado para aprender o que quer que seja necessário para dar conta de realizar o que eu desejo”.

Nós temos dentro de nós tudo o que precisamos para aprender. E os aprendizados mais intensos, profundos e poderosos se dão durante a ação. Não na preparação pra ela. É fazendo – errando e acertando – que aprendemos mais.

A gente aprende, sim, na frente de um livro, ouvindo um professor, assistindo uma aula. Muito! Mas não existe mestra maior que a experiência. Então não dá pra esperar estar pronto pra começar.

É fazendo que descobrimos se estamos em um bom caminho, se os resultados se parecem com o que desejamos, se temos feito boas escolhas, se existe algo que podemos fazer ainda melhor. Vivendo a experiência descobrimos coisas que nem sabíamos que não sabíamos e podemos ir atrás delas e ir além.

Fluxo poderoso de crescimento

Articular estes dois caminhos de aprendizado – a preparação e a ação – é ouro! Mantenha-se estudando, com vontade de aprender, se aprimorando. Isso além de rico é delicioso. Mas não espere estar pronto pra entrar em ação.

Quando a gente entra em ação, descobrimos a cada dia, onde estamos acertando e onde podemos ser melhores. A prática nos revela os ajustes que precisam ser feitos. A experiência nos mostra que novos caminhos podem ser trilhados e somos convidados a alterar as rotas, fazer novas escolhas, correr novos riscos.

A ação NÃO nos tira a capacidade de reflexão e de aprendizado. E, quando conectamos tudo isso, encontramos um fluxo poderosíssimo e infinito de crescimento: agir – refletir – aprimorar – agir de novo – refletir – aprimorar – agir – refletir – aprimorar – agir… e por aí vai.

Por experiência própria

A LEVE ainda é jovenzita e nós estamos o tempo inteiro neste processo. Começamos sabendo que tínhamos muito o que aprender. Já acertamos e erramos muito, já crescemos absurdamente (dentro e fora), já fizemos muitas mudanças desde que começamos. E muitas outras mudanças e novidades estão por vir. Continuamos nos preparando, fazendo, ajustando, fazendo, refletindo, transformando, fazendo, estudando, corrigindo… crescendo!

Agora, chegou a hora de darmos à luz um projeto muito importante e caro pra nós! E outros, muito diferente deste, virão em seguida. E pra dar espaço pra estas novas ideias, ações, desejos, teremos que alterar formas, ajustar caminhos, aprender novas coisas, fazer escolhas diferentes. Mas a gente ama muito tudo isso! Este processo é altamente desafiador, exigente, nos enche de medo, mas nos enche também de coragem e nos faz crescer a cada dia!

A gente quer te convidar a entrar, você também, em ação, agora!

O que é que você pode fazer já, um pequeno passo que seja, mas que te tira do estado de eterna preparação e te leva pro início da realização? Responda sinceramente e comece, agora mesmo, antes de estar pronto!

criança na bicicleta com adultos ajudando antes de estar pronto

Observações bem mais pra muito importantes:

1 – Este ‘compromisso’ com a preparação perfeita, na maioria esmagadora das vezes, é uma bela desculpa. Uma desculpa que esconde uma infinidade de medos.  Estes medos vão desde o medo de não dar conta até o medo de deixar o mundo saber o que de fato você deseja e quem de fato você é. Se este é o seu caso, vale a pena ler este texto. Nele, eu compartilho um processo pessoal e que tem tudo a ver com a importância de nos encorajarmos pra fazer o que sabemos que queremos e devemos fazer.

2 – Agora, pode ser que você sinta que nem sabe o que tem vontade de fazer. E  pra saber o que queremos e nos encorajar a fazer, realmente, precisamos antes saber quem somos. No vídeo Autoconhecimento para quê?, a gente fala um pouquinho sobre a importância  e a potência de olharmos profundamente pra nós mesmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *